Entrega em 24h - Portes Gratuitos para encomendas acima dos 20€ - Portugal Continental

Sabe o que é o estado metabólico?

Metabolismo é o termo que descreve as reações químicas e como o nosso corpo transforma energia para exercer todas as funções físicas necessárias.

No metabolismo existem diferentes estados metabólicos. Os mesmos dão-se devido à própria adaptação do metabolismo à disposição de nutrientes.

O organismo humano está sempre a queimar energia. Principalmente para manter as atividades involuntárias vitais. Como respirar, a manutenção da temperatura do corpo, circulação, atividade do sistema nervoso e funcionamento dos outros órgãos internos. Assim, como está sempre preparado para ativar as defesas aos agentes externos.

Para além da energia gasta nestas funções, quando fazemos exercício ou aceleramos mais o nosso quotidiano, a dispensa de energia é mais elevada. Acontece quando subimos escadas, fazemos uma caminhada ou simplesmente quando se carrega o saco das compras.

Todas estas atividades inerentes ao funcionamento vital do organismo, pressupõe um desgaste mais elevado de energia. Daí a prática de desporto ter um efeito significativo no metabolismo e consequentemente na perda de peso e tonificação muscular.

Dentro dos estados metabólicos, podemos definir dois.

Estado pós-absortivo

No estado pós-absortivo há uma degradação líquida das reservas. Tanto neste estado como no jejum, os mecanismos que são colocados em marcha devem-se principalmente à presença de glucagon que cumpre as seguintes funções. Neste processo, o corpo vai usar as reservas de gordura para ir buscar energia, gastando-a.

Estado pós-prandial

Este estado constitui o estado metabólico habitual em que o ser humano se encontra durante o decorrer do dia. Produz-se uma sobreposição dos produtos absorvidos nas diferentes comidas. Este estado de absorção manifesta-se depois da ingestão de alimentos. Durante este período há diferentes aumentos na concentração da glicose no sangue, aminoácidos e triglicéridos.

Em cada atividade há uma variação da energia utilizada. Assim para calcular os diferentes estados metabólicos é preciso perceber quanto o corpo gasta em estado de repouso. Como por exemplo, a dormir.

Taxa metábolica basal

Assim, existem dois níveis de medida que é a Taxa metabólica basal, que são níveis tirados após 8 horas de sono e 12 horas de jejum para garantir que o sistema digestivo está inativo.

Taxa metabólica de descanso. Esta é sinónimo de gasto energético de repouso e é calculada em condições diferentes da primeira e não obrigam a que haja as mesmas 8 horas de descanso.
Esta taxa é importante no sentido em que pode medir o número mínimo de calorias que são gastas durante um dia.

Assim, ao saber o número aproximado de calorias gastas durante o dia e as calorias que são ingeridas, tem uma importante ferramenta para trabalhar a alteração do peso.

Deste modo, se houver maior perda do que ingestão de calorias, é o caminho indicado para baixar uns centímetros nas suas calças. Mas nada que o nutricionista Lev® não lhe possa explicar melhor.

Pois, como já referimos várias vezes, o músculo é mais pesado que a gordura. Neste sentido, é necessário mais energia para o “carregar”. Assim, uma pessoa com mais musculo ou mais massa magra gasta sempre mais energia que alguém com mais gordura. Por esta razão é que, normalmente as pessoas mais magras têm um metabolismo mais ativo.

Temos que ter em conta que toda a regra tem uma exceção. E que todos os organismos são diferentes e têm reações diferentes. Nada melhor que um profissional da área avaliar o seu estado para saber exatamente como o seu metabolismo funciona, marque já a sua consulta com o nutricionista Lev® e comece hoje mesmo uma nova alimentação e um novo estilo de vida! ;)

GuardarGuardar

GuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardarGuardar

Compartilhar publicação
  , ,