• 0
  • 0

Alimentação e exercício: O que escolher antes, durante e após o treino!

Alimentação e exercício: O que escolher antes, durante e após o treino!

O exercício físico faz parte da rotina de muita gente e isso são boas notícias! A importância da prática de exercício físico já está no senso comum e, gradualmente, são cada vez mais os adeptos.

Se ainda não é um deles, saiba que a atividade física no seu dia-a-dia traz vários benefícios! Além de ajudar a manter a boa forma e a silhueta que deseja, auxilia também na boa disposição, energia, produtividade e fortalece o sistema imunológico. No entanto, a atividade física deve ser um complemento de uma alimentação saudável. Os resultados a obter estão sempre dependentes das suas escolhas alimentares.

Como sabemos que esta é uma dúvida para muita gente, vamos abordar a temática da alimentação na prática de exercício.
Separámos algumas dicas para que opte sempre pelas alternativas mais saudáveis e nutritivas antes, durante e após o exercício. Tome nota!

Antes do exercício

Saber escolher os alimentos certos para aportar todos os nutrientes essenciais é importante em qualquer momento. No entanto, antes da atividade física é especialmente relevante, visto que os alimentos vão proporcionar ao corpo a energia que este precisa.

Especialistas defendem que a ingestão de hidratos de carbono, proteína e gordura são essenciais para um menu pré-treino.

  • Hidratos de carbono

Muitas vezes associado a calorias, os hidratos de carbono são necessários a quem pratica exercício. A quantidade pode variar e deve ser adaptada, especialmente se estiver a fazer uma dieta de perda de peso. No entanto, estes são necessários para os músculos que usam a glucose vinda dos hidratos de carbono como uma espécie de combustível.

  • Proteína

Vários estudos confirmam que o consumo de proteína antes da prática de exercício pode ajudar a potenciar os resultados da performance. A nível muscular, o consumo de proteína isolada, ou em conjunto com hidratos de carbono, tem mostrado resultados significantes. Alguns resultados são: aumento da massa muscular e mais força.

  • Gordura

A ingestão de gordura é indicada para exercícios de longa duração. Ou seja, quando a atividade física é prolongada. Neste caso, deve adaptar a sua alimentação ao exercício que vai praticar.

Alguns exemplos de refeições*:

  1. Omeleta Lev com legumes
  2. Tosta integral com ovo
  3. Frango, arroz integral e legumes (pelo menos 2 horas antes do exercício)
  4. Tostas com abacate e ovo (apenas para exercícios prolongados)
  5. Barritas Lev
  6. Oleaginosas

*Algumas alternativas devem ser consideradas com o seu especialista caso se encontre a realizar uma dieta de perda de peso, como a dieta Lev.  

Durante o exercício

Durante a prática de exercício físico é recomendada a ingestão de líquidos. A água no corpo, funciona como um sistema de arrefecimento que impede a desidratação.

Na maior parte das vezes, a água é mais do que suficiente para o decorrer do seu treino. No entanto, se ultrapassar os 60 minutos de exercício, e em condições de calor elevado e/ou humidade, pode ser recomendada a ingestão de bebidas energéticas. Estas fornecem energia, através de hidratos de carbono e sal.

Após o exercício

A escolha da alimentação após o exercício físico é tão essencial quanto a de antes. Após o gasto de energia é necessário repor os nutrientes essenciais para cumprir as funções do organismo.

Além disso, a alimentação pode também contribuir para os resultados desejados, quer seja perda de peso, aumento da massa muscular, etc. A alimentação certa contribui também para a recuperação muscular, o que traz várias vantagens.

De acordo com especialistas a proteína é vantajosa para o pós-treino.  Esta ajuda a reparar os músculos e contribui para o seu desenvolvimento. Os aminoácidos presentes na proteína são os responsáveis pela reparação dos tecidos musculares e o seu crescimento consequente.

A ingestão de hidratos de carbono após o exercício físico não é essencial a todos. Por norma, quem pratica exercício mais rigoroso (duas vezes ao dia), é quem necessita de uma maior quantidade deste macronutriente.

A gordura não tem de ser vista como uma desvantagem na alimentação pós-treino. Embora deva ser controlada, não se deixe intimidar pelo nome. O importante é que a quantidade seja controlada.

Exemplos de refeições:

  1. Tosta integral com pasta de atum
  2. Ovos mexidos acompanhado de legumes
  3. Frango acompanhado de legumes e batata doce
  4. Salmão com Espinafres Lev
  5. Spaghetti Bolognese Lev

Esperamos que tenha gostado das nossas sugestões. Lembre-se que a alimentação equilibrada deve ser um estilo de vida! Alimente-se bem, pratique exercício e terá uma vida longa e saudável! Boa sorte! :)

GuardarGuardar

GuardarGuardarGuardarGuardar

WhatsApp WhatsApp Lev®